Valor Bruto da Produção cresce 2,2% e chega a R$ 1,151 trilhão em 2023

Entre outros fatores, a produtividade e safra recorde impulsionaram o crescimento do VPB brasileiro

Publicado em 17/11/2023

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e a Conab divulgaram nesta semana estimativas de safra recorde em 2023 que, juntamente com os ganhos de produtividade, foram determinantes do Valor Bruto da Produção (VBP), que atingiu R$ 1,151 trilhão na estimativa de outubro deste ano O valor está 2,2% acima do observado em 2022, que foi de R$ 1,126 trilhão. O VBP das lavouras cresceu 4,2% em valores reais e está estimado em R$ 811,7 bilhões. A pecuária obteve um faturamento de R$ 339,9 bilhões e apresentou retração de -2,1% em relação ao ano.

Contribuições positivas estão sendo observadas em uma relação grande de produtos. São eles: amendoim com 17,6% de aumento real no VBP, arroz 17,8%, banana 15,9%, cacau 19,5%, cana de açúcar 17,2%, laranja 18,0%, mandioca 42,4%, soja 2,9%, tomate 23,0% e uva 14,5%. Esse comportamento deve-se à influência de preços, quantidades produzidas ou a ambos.

Num ranking de produtos destacam-se soja, milho, cana de açúcar, café e algodão. Estes cinco representam 81,9% do VBP das Lavouras. Pior desempenho é observado em algodão, batata-inglesa, café e trigo. Fortes retrações de preços em relação ao ano passado estão entre as principais causas desses resultados.

Na pecuária os destaques positivos são para suínos, leite e ovos. Carne bovina e de frango não têm apresentado bons resultados neste ano. Finalmente, os resultados regionais mostram a liderança de Mato Grosso, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Goiás, que representam 59,8% do VBP total.

Ainda é cedo para prognósticos sobre o Valor da produção para o próximo ano, tendo em vista as ocorrências climáticas. Excesso de chuvas e períodos secos trazem grandes incertezas. Os primeiros prognósticos não são muito otimistas, pois têm indicado uma safra menor do que a obtida em 2023. Algodão, café, feijão, milho soja e trigo são os produtos que devem apresentar as maiores baixas. Em termos percentuais, o VBP previsto pode ser 5,3% menor do obtido em 2023.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Quedas e oscilações de energia causam prejuízo milionário no campo
2
Brasil ainda tem fortes pancadas de chuva nesta sexta
3
Arroba do gado pronto tem queda em algumas praças brasileiras
4
Soja encerra a semana com mais um dia de queda na Bolsa de Chicago
5
Mais um dia de forte queda para o complexo da soja em Chicago
6
Brasil deve seguir com grande produção bovina em 2024 e elevar exportações
7
Mau cheiro de navio com 19 mil bois do RS surpreende moradores da Cidade do Cabo
8
Conheça o AgroBanker, a nova carreira do agronegócio
9
PR está entre os os três maiores exportadores do agronegócio do país em janeiro
10
Calor volta a acelerar a maturação do tomate e preço cai nos atacados
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.