INÍCIO AGRICULTURA Milho

Mercado do milho de olho no clima na América do Sul

Grande parte da safrinha brasileira ainda depende de bom clima para a finalização do ciclo
Camilo Motter
- Especial para Rural News
Publicado em 15/05/2024

Os contratos negociados com milho em Chicago operam em alta de 4 cents na manhã desta quarta-feira, a US$ 4,72/julho. Na terça, os vencimentos mais próximos fecharam em queda de 3 a 5 pontos. Na BMF, a posição maio trabalha em R$ 59,90 (+0,10%) e setembro R$ 66,20 (+0,30%).

Infestação de cigarrinhas nas lavouras argentinas estão causando muitos danos e perdas na produtividade. Foto Jonas Oliveira / AEN
Infestação de cigarrinhas nas lavouras argentinas estão causando muitos danos e perdas na produtividade. Foto Jonas Oliveira / AEN



O mercado internacional segue atento ao clima na América do Sul, onde grande parte da safrinha brasileira ainda depende de bom clima para a finalização do ciclo. A falta de chuvas vem configurando um quadro de redução da produtividade em vários estados centrais.





Além disto, o mercado acompanha de perto e apresenta certa preocupação com a lentidão do plantio nos campos do Meio Oeste. Outro ponto de suporte é a infestação de cigarrinhas nas lavouras argentinas, que estão causando muitos danos e perdas na produtividade – conforme já apresentado por diversos levantamentos recentes. Inclusive, o USDA cortou a produção local em 3 milhões de toneladas no último relatório de oferta e demanda, para 53 milhões de toneladas.





Segundo o Deral, a colheita de milho verão no PR chega a 99% e com produção avaliada em 2,52 milhões de toneladas, contra 3,82 milhões de toneladas da safra verão do ano passado. Ainda com informações do Deral, a colheita de milho safrinha no PR atinge 1%. A produção é estimada em 13,53 milhões de toneladas, ante 14,26 milhões de toneladas da safrinha anterior.





No oeste do Paraná, indicações de compra na faixa entre R$ 56/57 – dependendo de prazo de pagamento e localização do lote. Nos portos, para a safrinha, as indicações giram na faixa de R$ 60/61 por saca. O câmbio opera em alta na manhã desta quarta, em R$ 5,14. Na terça, fechou em R$ 5,130.

Sobre o autor Camilo Motter

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1981), graduação em Economia pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Cascavel(1985), especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná(1989) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina(2001). Tem experiência na área de Economia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Maximização da Renda, Informação, Comercialização. É diretor da Corretora Granoeste, de Cascavel/PR.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.

Logomarca RuralNews

© 2023 Newmídia Comunicação, Todos os direitos reservados.

O portal RuralNews é uma iniciativa que leva diariamente informações, novas tecnologias e as novidades do agronegócio do Brasil para o produtor rural e toda a cadeia produtiva do segmento. Reportagens, cotações diárias, vídeos, podcasts, artigos e muito mais!

Logomarca do Whatsapp Logomarca do Facebook Logomarca do Instagram Logomarca do Linkedin Logomarca do Twitter Logomarca do Youtube

ATENÇÃO! Esse site usa cookies

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento e a nossa Política de Privacidade.