Polícia investiga golpes de R$ 9 milhões contra pecuaristas de Goiás

Estelionatários enganavam vítimas ao se passarem por diretores de bancos

Publicado em 15/02/2024

Dois homens presos pela Polícia Civil de Goiás podem ser os mesmos que aplicaram golpes em fazendeiros do Estado e em Brasília após se passarem por diretores do BNDES. A soma dos prejuízos chega perto de R$ 9 milhões.

Segundo a polícia de Goiânia, Gilberto Rodrigues de Oliveira, de 54 anos, e Girlandio Pereira Chaves, de 49, alugavam salas em hotéis de luxo, contratavam recepcionistas e decoravam os locais pata simular eventos realizados por instituições financeiras e enganar vítimas. Um comparsa identificado como Luciano de Oliveira Gomes está foragido.
Criminosos usavam nome do BNDES para aplicar golpes. Foto: Agência Brasil
Criminosos usavam nome do BNDES para aplicar golpes. Foto: Agência Brasil

Eles se passavam por diretores de grandes bancos, como o BNDES, e prometiam empréstimos atrelados ao pagamento de comissões. Em sete casos que estão sendo apurados, eles teriam tomado R$ 4,7 milhões. Em outros, em Brasília, mais R$ 3,2 milhões.

Os crimes estão sendo apurados desde dezembro do ano passado.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.