Rio Grande do Sul abre a colheita da safra 23/24 de uva

Solenidade ocorreu em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, que responde por 52% da produção nacional da fruta

Publicado em 19/01/2024

O Rio Grande do Sul abriu oficialmente a colheita da safra 2023/2024 de uva nesta quinta-feira, dia 18, sob a incerteza com relação à qualidade e à quantidade da produção. A preocupação segue com a imprevisibilidade climática, especialmente na Serra Gaúcha, que responde por 52% da produção nacional da fruta. A solenidade ocorreu na Vinícola Cainelli, no Distrito de Tuiuty, em Bento Gonçalves, e contou com a presença do secretário da Agricultura do Estado, Giovani Feltes.

O temor está na ocorrência de granizo - mesmo que pontual, durante as intensas tempestades trazidas pelo fenômeno El Niño. Com a maior parte da produção vinífera em maturação, os danos podem comprometer ainda mais a safra, bastante castigada pelas doenças fúngicas, especialmente o míldio. A alta incidência do patógeno deve-se à combinação de altas temperaturas com alta umidade, acumulada nas videiras e no solo durante o inverno e a primavera.
O secretário da Agricultura, Giovani Feltes (à dir), esteve na solenidade que ocorreu na  Vinícola Cainelli
O secretário da Agricultura, Giovani Feltes (à dir), esteve na solenidade que ocorreu na Vinícola Cainelli

Segundo o presidente do Instituto de Gestão, Planejamento e Desenvolvimento da Vitivinicultura do Estado do Rio Grande do Sul (Consevitis/RS), Luciano Rebelatto, a estimativa é de uma diminuição de, no mínimo, 30% sobre os 600 milhões de quilos de uva colhidos em 2023. Os maiores produtores de uvas de mesa do RS são Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Farroupilha, e da indústria Flores da Cunha, Bento Gonçalves e Farroupilha.

Na Fronteira Oeste, a colheita das variedades precoces destinadas à produção de espumantes começou em Quaraí. Já em Santana do Livramento, foi iniciada a colheita das variedades de uvas de mesa. Segundo informativo conjuntural da Emanter/RS-Ascar, nas áreas de produção de uvas viníferas, observa-se o aumento de míldio nos cachos, afetando também as variedades americanas.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Detalhado projeto da nova fábrica da Mahindra no RS
2
Ano se inicia com preços do IPPA em queda
3
Após dia de alta, Commodities voltam a cair em Chicago
4
Indicador do algodão sobe e já opera na casa do R$ 4,2/LP
5
Começa hoje a Abertura Oficial da Colheita do Arroz no RS
6
Chuvas em fevereiro aliviam situação de lavoras de café
7
Preços da arroba do boi e da carne seguem pressionadas
8
Indicador do arroz retoma patamar de nov/23
9
Dia de muita chuva em grande parte do Brasil
10
Chuva continua volumosa no Tocantins, Sudeste e Nordeste
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.