INÍCIO AGRICULTURA Trigo

Ameaça de mais cortes na safra de trigo russa deixa países dependentes em alerta

Apesar das reações contundentes nos mercados devido à queda nas projeções, novas altas são esperadas

Os mercados de trigo estão em polvorosa devido a uma série de desafios climáticos na Rússia, resultando em movimentos crescentes nas últimas semanas. Com estimativas apontando para 15,5 milhões de hectares de trigo de inverno e 12,7 milhões de hectares de trigo de primavera colhidos, a perspectiva para a safra está se tornando cada vez mais incerta. Almejar uma produção superior a 80 milhões de toneladas e rendimentos acima de 3 toneladas por hectare parece uma meta cada vez mais difícil de ser atingida, levando a uma revisão para baixo na previsão total de produção da Rússia, agora estimada em 79,2 milhões de toneladas.

Apesar das reações contundentes nos mercados devido à queda nas projeções de produção russa, novas altas são esperadas no curto e médio prazo. Todos os olhos estão voltados para o próximo relatório do USDA, previsto para refletir um quadro global ainda mais apertado.
Desafios persistem, com margem para reduções na safra de inverno e crescentes preocupações com o início do plantio da safra de primavera. Foto Free Pik
Desafios persistem, com margem para reduções na safra de inverno e crescentes preocupações com o início do plantio da safra de primavera. Foto Free Pik

Os desafios persistem, com margem para reduções na safra de inverno e crescentes preocupações com o início do plantio da safra de primavera. Geadas incomuns em maio afetaram regiões nos Distritos Central, Sul e Volga, reduzindo o potencial de rendimento e desencadeando um regime de emergência federal para compensar os agricultores por perdas.

De acordo com a União dos Grãos da Rússia, cerca de 1,5 milhão de hectares de áreas semeadas foram afetados pelas geadas tardias, com Lipetsk, Tambov, Voronezh e Volgogrado sofrendo os maiores impactos. Além disso, o risco de seca persiste em várias regiões, resultando em níveis preocupantemente baixos de umidade do solo.

As previsões meteorológicas apontam para um clima mais quente em algumas regiões, com chuvas esperadas em outras. No entanto, previsões de longo prazo sugerem condições quentes e secas que podem agravar ainda mais o potencial de rendimento do trigo de inverno. Enquanto isso, relatos de atrasos no plantio da safra de primavera na Sibéria aumentam os riscos de rendimentos menores na região, agravando ainda mais a situação.

Com estimativas privadas oscilando entre 81,5 e 85,3 milhões de toneladas para a produção total de trigo da Rússia, o impacto das geadas, juntamente com a baixa umidade do solo e as previsões de clima seco, tornam a alcançar uma safra superior a 80 milhões de toneladas uma tarefa monumental. Os fundos especulativos mantêm posições compradas próximas às máximas dos últimos 5 anos na Euronext, sugerindo um cenário de poucas chances para altas expressivas.

Enquanto isso, nos contratos americanos, a situação é diferente, com o posicionamento em Kansas próximo às mínimas do período comparável. Uma resposta mais forte de Chicago e Kansas ao aperto do balanço global nas próximas semanas pode resultar em uma valorização significativa.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.