INÍCIO AGRICULTURA Soja

Veja o calendário de semeadura de soja para a safra 2024/25

O vazio sanitário, um período contínuo de no mínimo 90 dias, proíbe estritamente o plantio e a manutenção de plantas de soja em qualquer estágio de desenvolvimento
Vandré Dubiela
- Especial para Rural News
Publicado em 16/05/2024

Em uma medida importante para a segurança fitossanitária, o Ministério da Agricultura e Pecuária anunciou por meio da Portaria nº 1.111 os períodos de vazio sanitário e calendário de semeadura para a soja em nível nacional, referentes à próxima safra 2024/2025.


Calendário de semeadura é adotado como uma medida fitossanitária complementar ao período de vazio sanitário da soja. Foto MAPA
Calendário de semeadura é adotado como uma medida fitossanitária complementar ao período de vazio sanitário da soja. Foto MAPA


Para definir os períodos de vazio sanitário e o calendário de semeadura, contamos com dados técnicos e realizamos reuniões com os órgãos estaduais de defesa vegetal
- Edilene Cambraia, diretora do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas.

O vazio sanitário, um período contínuo de no mínimo 90 dias, proíbe estritamente o plantio e a manutenção de plantas de soja em qualquer estágio de desenvolvimento em áreas designadas. Esta medida, amplamente reconhecida, é vital para o controle da temida ferrugem asiática da soja, ocasionada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi. O objetivo principal é reduzir ao máximo possível a presença do inóculo da doença, mitigando assim os impactos negativos na safra subsequente.





Paralelamente, o calendário de semeadura é adotado como uma medida fitossanitária complementar ao período de vazio sanitário. Integrado ao Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja (PNCFS), essa ação visa racionalizar o uso de fungicidas e diminuir os riscos de resistência da ferrugem asiática às substâncias químicas utilizadas em seu controle.





Para estabelecer as datas, o Ministério considerou minuciosamente as condições climáticas, além de ponderar as sugestões enviadas pelos estados. A ferrugem asiática é reconhecida como uma das doenças mais devastadoras que afetam a cultura da soja, podendo ocorrer em qualquer estágio fenológico. Em regiões onde a praga foi relatada em níveis epidêmicos, os danos podem variar de 10% a 90% da produção, destacando a importância crítica dessas medidas de controle fitossanitário.


Calendário de semeadura é adotado como uma medida fitossanitária complementar ao período de vazio sanitário da soja. Foto MAPA

Sobre o autor Vandré Dubiela

Com mais de três décadas dedicadas ao jornalismo, iniciou a carreira no Jornal O Paraná, de Cascavel, passando pelas principais editorias. Conta com textos e fotografias publicados nos principais meios de comunicação nacional, entre os quais a Folha de São Paulo, Estado de S. Paulo, Gazeta do Povo e Revista Grid. Atuou ainda como produtor da TV Tarobá, afiliada da Band e como editor de portais de notícias. Também é autor do livro AREAC 50 anos – Pioneirismo na defesa e na valorização da agronomia paranaense. Nos últimos anos, se especializou em agronegócio, produzindo reportagens e artigos do gênero, inclusive trabalhos dedicados à OCEPAR (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná).
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.