Propostas para o gado pronto abaixo da referência nas praças produtoras

Com um cenário mais ofertado de animais para abate, a indústria consegue dosar suas compras
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 08/03/2024

As preocupações com o preço do boi gordo têm ficado mais elevadas nas duas últimas semanas. As escalas seguem folgadas no país e, nesta semana, algumas plantas chegaram a ficar fora da ponta compradora, retornando com propostas abaixo da referência.

Um levantamento relevante para ilustrar o impacto de preços em toda cadeia produtiva do boi foi apresentado pelo Cepea e traz uma realidade de queda no valor relevante para o bezerro entre fevereiro de 2023 e fevereiro de 2024, queda de 14% no Mato Grosso do Sul (referência nacional), hoje com valores em R$ 2.076,68. Em São Paulo a queda é de 19% nos animais de 8 a 12 meses, atualmente em R$ 1.920,25.
Frigoríficos têm sido moderados na aquisição de animais
Frigoríficos têm sido moderados na aquisição de animais

O boi magro também tem forte desvalorização e em São Paulo, de acordo com o Cepea, a queda no período considerado é de 18%, R$ 2.974,37 por animal. A arroba de boi gordo (Indicador Cepea/B3) perdeu iguais 18%, estabilizada em R$ 237,84, na média mensal.

Com um cenário mais ofertado de animais para abate, a indústria consegue dosar suas compras e tem sido mais moderada nas aquisições. A escala de abate, mais folgada, tem garantido uma melhor desenvoltura nos negócios da indústria. Em São Paulo, praça de referência do boi gordo, as cotações estão estáveis, arroba de boi a R$ 230,00, novilha R$ 220,00 e vaca 205,00. Contudo, há propostas abaixo da referência.

Em Mato Grosso do Sul a referência para o boi gordo é de R$ 220,00 por arroba, vaca em R$ 200,00 e novilha a R$ 210,00. Entretanto, as propostas de negócios do JBS nesta sexta-feira em Campo Grande trouxeram valores em R$ 215,00 para o boi, R$ 195,00 para a vaca e R$ 205,00 na novilha. Marfrig ficou fora das compras em um dia de poucos negócios.

Sobre o autor

Fabiano Reis é jornalista econômico, especialista em Marketing rural e mestre em Produção e Gestão Agroindustrial. Editor de economia e agricultura do Canal do Boi, onde apresenta o programa AgriculturaBR. É colunista econômico em diversos veículos de imprensa. Professor universitário nos cursos de Administração e Comunicação Social. Palestrante nas áreas de comunicação e agronegócio; Apresentador de eventos e feiras. Publicou os livros Reflexos sobre o nada nos mares do Pantanal, Life Editora, 2011 (livro poesias); A interação da pecuária brasileira, Nelore MS, 2012; Nelore: mostra a força de uma raça, Nelore MS, 2010; O perfil do comércio varejista de carne bovina de Campo Grande-MS, dissertação de mestrado, UNIDERP, 2005; Redação e revisão do livro Organização e Valor para Comércio Varejista de Carne, SEBRAE, 2004.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Máquina utiliza Inteligência Artificial para fazer seleção de grãos
2
Aurora Coop inaugura indústria de processamento de carne de R$ 587 milhões
3
Safra de grãos será 25 milhões de toneladas a menos que anterior
4
Cercas e arames com alta tecnologia são destaque da Belgo na Tecnoshow
5
Artesanato local também teve o seu espaço na Tecnoshow
6
Mato Grosso do Sul terá a maior unidade de bovinos da América Latina
7
Aumento de casos de anomalia da soja preocupa no Sul
8
Maior feira da América Latina, Agrishow ainda fica devendo em infraestrutura
9
Tecnoshow Comigo movimentou R$ 9,340 bilhões em negócios
10
Corteva apresenta na Tecnoshow solução biológica fixadora de nitrogênio
11
Soja tem valor bruto de produção reduzido em um quinto
12
Oferta segue elevada mas demanda firme estabiliza as cotações da tilápia
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.