MS sobe para quarto maior produtor de etanol do país

Estado também tem posição de destaque em produção de açúcar e de bioenergia

Publicado em 13/03/2024

A safra de cana-de-açúcar de Mato Grosso do Sul bateu recorde, em 2022/23, e ultrapassou, pela primeira vez, a marca de 50,5 milhões de toneladas - o suficiente para a produção de 2,1 milhão de toneladas de açúcar e 3,7 bilhões de litros de etanol.

Este desempenho é 17% superior ao ciclo anterior.
Produção de cana-de-açúcar também foi maior na safra passada. Foto: Secom/MS
Produção de cana-de-açúcar também foi maior na safra passada. Foto: Secom/MS

Segundo Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), os números colocam o Estado na quarta posição como maior produtor nacional de cana-de-açúcar e de etanol; quinto maior produtor de açúcar e quarto maior exportador de bioeletricidade.

Mato Grosso do Sul tem 19 usinas de etanol hidratado em operação; outras 12 produtoras de etanol anidro, duas de etanol produzido a partir do milho e 10 produtoras de açúcar - todas produtoras de energia.

Até o final de fevereiro 650 mil hectares já haviam sido colhidos dos mais de 800 mil hectares plantados na safra.


Milho

A produção de etanol a partir da cana e do milho atingiu 3,7 bilhões de litros e ultrapassou o recorde de produção registrado na safra anterior. Somente de milho, a safra de etanol 2022/2023 teve uma produção de 714,5 milhões de litros de etanol.

Para a safra 23/24 há expectativa de aumento de 34% na produção, alcançando 960 milhões de litros. Esse crescimento ocorre por conta da chegada de novas agroindústrias no estado, como as de Dourados, Sidrolândia e Maracaju.



TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Texto publicado originalmente em

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.