Quarta: contratos de soja perdem metade dos ganhos de ontem

Retração é de 9 cents, a U$ 11,86/maio, na CBOT, apura a Granoeste
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 13/03/2024

Os preços da soja nos futuros de Chicago chegam ao intervalo desta manhã de quarta-feira (13) com retração de 9 cents, a U$ 11,86/maio. Ontem, depois que a Conab divulgou mais um expressivo corte na produção brasileira, desta vez de 2,5MT, para 146,9MT, o mercado reagiu e fechou com ganhos de 16 cents.

O USDA, no último relatório de oferta e demanda cortou apenas 1,0MT sobre fevereiro e estima a colheita brasileira em 155,0MT, cerca de 8,0MT acima da projeção da Conab. Embora muitas consultorias privadas apostem numa colheita bem mais enxuta, o fato é que o cardápio de avaliações permite especular sobre uma oferta razoavelmente confortável – com aumento dos estoques finais no comparativo com o final do ano anterior. O mercado irá responder de forma mais direta às oscilações das estimativas da oferta do que às pequenas variações da demanda, que anda muito previsível.
Corte na previsão de safra, pela Conab, contribuiu com a valorização, nesta terça
Corte na previsão de safra, pela Conab, contribuiu com a valorização, nesta terça

No Paraná, a colheita de soja chega a 73%, informa o Deral. A área semeada ficou em 5,77MH, ante 5,78MH do ciclo anterior. Com uma série de transtornos climáticos, a produção é esperada em 18,2MT, ante 22,5MT do ano passado, queda de 19%.

Em nível de Brasil, a colheita, segundo a Conab, alcança 55,8%, contra 53,4% do mesmo ponto do ano passado.

Os prêmios nos portos são indicados, no mercado spot, na faixa entre -45/-30. Indicações de compra no oeste do Paraná entre R$ 115,00/116,00 e em Paranaguá na faixa de R$ 124,00/125,00 – dependendo do prazo de pagamento e, no interior, também do local e do período de embarque.



Sobre o autor

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1981), graduação em Economia pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Cascavel(1985), especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná(1989) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina(2001). Tem experiência na área de Economia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Maximização da Renda, Informação, Comercialização. É diretor da Corretora Granoeste, de Cascavel/PR.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.