INÍCIO AGRICULTURA Citricos

Calor e falta de chuvas preocupam citricultor

Relatos de queda prematura de laranjas estão cada vez mais frequentes

O tempo quente e seco observado em todas as regiões citrícolas do estado de São Paulo tem deixado produtores em alerta. Segundo pesquisadores do Cepea, relatos de queda prematura de laranjas estão cada vez mais frequentes, cenário acentuado em áreas com alta incidência de HLB (greening).



O calor intenso e a falta de chuvas também prejudicam a qualidade das laranjas, que ficam murchas e com queimadura nas cascas, fatores que diminuem a aceitação no mercado, ainda conforme pesquisadores do Cepea.



Vale lembrar que, de acordo com colaboradores deste Centro de Pesquisas, as temperaturas mais elevadas e as chuvas abaixo da média desde meados do segundo semestre do ano passado devem refletir em menor volume de colheita em 2024/25 – o primeiro número oficial da temporada atual será divulgado hoje pelo Fundecitrus.


TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Texto publicado originalmente em

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.