Seminário é atração ma 34ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz

Evento será realizado no dia 23 de fevereiro, em Capão do Leão
Imagem do autor

Publicado em 04/02/2024

No cenário do setor arrozeiro, a Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas, que chega à sua 34ª edição e ocorre de 21 a 23 de fevereiro na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS), é marcada por uma série de discussões relevantes que compõem a programação. Entre estes eventos que ocorrem dentro da abertura, um que se destaca é o seminário Duas Safras, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS), que será realizado na manhã no dia 23 de fevereiro no auditório Frederico Costa.O superintendente do Senar-RS, Eduardo Condorelli, reforçou que o evento, com a parceria de diversas outras entidades do setor, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária(Embrapa), a Federação da Agricultura do RS (Farsul) a Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e a Associação Brasileira de Proteína Animal(ABPA), tem trazido como foco fornecer tecnologias que impulsionem a intensificação do processo produtivo nas lavouras e na pecuária.

“A Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas, organizada pela Federarroz, com participação significativa da Embrapa, é um espaço estratégico para lançar diversas ações que certamente encontrarão no público presente a receptividade necessária para sua disseminação”, salientou Condorelli.
Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, sedia o evento
Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, sedia o evento



O dirigente observou que serão discutidos temas modernos relacionados a intensificação e diversificação. “Tenhamos a certeza, os senhores produtores e produtoras que lá estarão, que no auditório Frederico Costa, na manhã da sexta-feira, dia 23 de fevereiro, poderemos discutir o que há de mais moderno no sentido da intensificação e da diversificação na busca de mais resultados para o produtor rural, principalmente se valendo daquilo que nós já temos como recurso em nossas propriedades”, frisou.

Programação
A programação do Duas Safras será aberta pela pesquisadora da Embrapa Clima Temperado, Walkyria Bueno Scivittaro, que falará sobre a “Dinâmica do nitrogênio em Terras Baixas e a influência do manejo da adubação nos cultivos”.

Na sequência, será a vez do também pesquisador da Embrapa Clima Temperado, André Andres, abordar o assunto “Ferramentas para manejos de plantas daninhas em sistemas agrícolas”.

Logo após, o tema será “Manejo do milho em várzea”, com o representante comercial da Pioneer Sementes, Fábio Freitas. Seguindo pela manhã, Julio Cattoni e Jussara Stinghen, da Farmer Up, de Tubarão (SC), apresentam o painel “Cultivo de cereais de inverno em Terras Baixas: alternativa rentável em sistemas de rotação”.
Fechando o turno, a vez será de Emerson Rosa Peres, da Fazenda São José, de Camaquã (RS), abordar o tema “Estabilidade produtiva com sulco camalhão”.O programa Duas Safras, uma iniciativa das principais entidades gaúchas do setor agropecuário, criado em 2021, visa otimizar ainda mais o agronegócio no Estado, aumentando a produtividade no campo e ampliando o mercado para quem produz.

A expectativa é de que a medida ajude a ampliar a rendado produtor rural e aumentar em 40% a capacidade do agronegócio gaúcho. Segundo a Assessoria Econômica da Farsul, o impacto no PIB seria um aumento de 7%, representando aproximadamente R$ 31,9 bilhões.

“A ideia é alcançarmos esse acréscimo até 2030, fazendo com que certamente nós tenhamos um novo patamar social e econômico no Estado”, relata Condorelli. Além disso, serão gerados mais de 24 mil empregos.
Palestras, arena digital, feira, salão da indústria 4.0, vitrines tecnológicas, homenagens e o Ato da Abertura Oficial da Colheita do Arroz fazem parte da programação. O evento é uma realização da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande doSul (Federarroz) e correalização da Embrapa e do Senar RS, com patrocínio Premium do Instituto Riograndense do Arroz (Irga) e Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).Em sua última edição, a Abertura Oficial da Colheita do Arroz oportunizou aos seus 13,5 mil visitantes, de diversas regiões do País e do exterior, circular por uma feira com mais de130 expositores e 50 vitrines tecnológicas as quais apresentaram seus produtos e compartilharam muito conhecimento. palestras e debates com troca de conhecimentos no auditório,


TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Agro é destaque no fechamento do PIB nacional de 2023
2
Pecuária leiteira vive seu pior momento no Brasil, apontam líderes do setor
3
24ª Expodireto Cotrijal começa nesta segunda-feira
4
Decisão do Ibama divide opiniões sobre uso de inseticida letal a abelhas
5
Despejo de chorume rende multa a empresa ambiental
6
Exportação de gengibre cresce 114% em janeiro no Espírito Santo
7
Fábrica de fertilizantes de MG deve ser inaugurada dia 13
8
RS terá uma rápida prévia do outono
9
Pavilhão da Agricultura Familiar promete ser um dos destaques da 24ª Expodireto Cotrijal
10
Média nominal da mandioca cai para níveis de 2021
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.