Temporais, vento e granizo alertam produtores gaúchos

Apesar de chuva ser benéfica às lavouras, granizo e vento previstos para esta quarta-feira podem trazer causar danos irreversíveis à produção e danificar estruturas

Publicado em 16/01/2024

Agricultores e pecuaristas das Fronteira Oeste, do Centro e da porção Leste do Rio Grande do Sul estão em alerta devido à chegada de grande volume de chuva ao Estado. A preocupação está na ocorrência de eventos extremos, como granizo e ventanias, que podem destruir plantações, machucar animais e danificar estruturas de produção.

As precipitações começaram na tarde desta terça-feira, na região da Campanha, tradicional produtora de gado de corte, de arroz, de soja e de uva. Até o começo da noite, a chuva somava 95 mm em Santana do Livramento, na fronteira do Brasil com o Uruguai.A cidade está cerca de 100 quilômetros de Quaraí, que faz fronteira com Artigas, no Uruguai (foto). Ocorrências também foram relatadas na área rural de Cacequi, Aceguá e Dom Pedrito, onde também houve queda de granizo.
Tempestade em Artigas, no Uruguai, assustou produtores na fronteira o município de Quaraí nesta terça-feira
Tempestade em Artigas, no Uruguai, assustou produtores na fronteira o município de Quaraí nesta terça-feira

De acordo com o meteorologista da MetSul Luiz Nachtigall, o risco de eventos extremos segue elevado nesta quarta-feira. "Um grande número de cidades deve ter 100 mm a 200 mm até quinta-feira, mas podem ocorrer marcas isoladas de 200 mm a 300 mm", alerta.

Porém, a apreensão estende-se, agora, para todas as regiões. “Pode cair granizo, entretanto vento é a maior ameaça com potencial para vendavais com danos por rajadas perto e acima de 100 km/h, o que pode causar quedas de árvores, postes, destelhamentos e deixar grande número de gaúchos sem luz", pontua.

O especialista compara o período ao de janeiro de 2010, quando o El Niño também castigou o Estado. "As condições serão propícias a inundações repentinas, alagamentos, cheias de rios, transbordamento de córregos, deslizamentos de terra e queda de barreiras", diz.





TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Escassez de frutas elevam preços do melão mais uma vez
2
Clima impulsiona aumento de oferta da alfece em SP
3
Público surpreende na Abertura Oficial da Colheita de Arroz e Grãos
4
Governo federal pretende mecanizar a agricultura familiar
5
Dados climáticos são fundamentais para a rentabilidade das culturas
6
Exportações de 873 mil doses foram destaque do mercado de sêmen em 2023
7
Rio Grande do Sul poderá ter temporais de hoje até quinta-feira
8
Preço do milho varia pouco no BR, mas cai com força no mercado externo
9
Demanda do ovo cai, mas a oferta controlada sustenta cotações
10
Com maior interesse comprador, soja tem peço mais firme na semana
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.