Frio e risco de geada: confira onde

Com a entrada da massa de ar polar, a sensação de frio, principalmente na madrugada e no amanhecer, aumenta

Na retaguarda do deslocamento de uma frente fria no decorrer desta quarta-feira, 17 de abril, uma área de alta pressão passa a atuar sobre o Sul do Brasil. A massa de ar frio deve reduzir as temperaturas na Região nos próximos dias. Será o primeiro frio do outono.



Depois de muita chuva no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, agora, a situação deve ficar mais tranquila. Uma área de alta pressão deve inibir a formação de nuvens carregadas em todo o Sul do Brasil de quinta (18) a sábado (20), pelo menos. Isso indica dias consecutivos de sol e poucas nuvens. Há condições para névoa no amanhecer no leste do Paraná, inclusive em Curitiba, e no interior do território gaúcho, em áreas próximas a Passo Fundo, Soledade e Cruz Alta, por exemplo.



Com a entrada da massa de ar polar, a sensação de frio, principalmente na madrugada e no amanhecer, aumenta. Em boa parte dos três estados, as temperaturas mínimas devem ficar entre 7ºC e 17ºC. E mesmo com a incidência solar, não esquenta até o meio da tarde. As máximas não devem ultrapassar a casa dos 26ºC.

Recorde: temperatura mais baixa do ano até agora



A cidade de Porto Alegre pode registrar temperatura mínima recorde para o ano de 2024. Entre os dias 18 e 21, as mínimas previstas ficam entre 12°C e 14°C. Curitiba também pode registrar uma nova marca de menor temperatura mínima para o ano, girando em torno de 11°C e 13°C nestes próximos dias.



Em alguns pontos, a temperatura pode ser ainda mais baixa, com o amanhecer marcado por uma fina camada de gelo sobre os pastos, a calçada e os carros:

Onde há risco de geada



Quinta-feira, 18 de abril: pode ocorrer nos pontos mais altos da serra catarinense e no sudeste do Paraná.

Sexta-feira, 19 de abril: pode ocorrer nos pontos mais altos da serra gaúcha, serra catarinense e no sudeste do Paraná.

Sábado, 20 de abril: pode ocorrer nos pontos mais altos da serra catarinense.




TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Texto publicado originalmente em

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.