Estados do Sul têm riscos de temporais na semana

Chuvas podem interromper colheita de milho no Rio Grande do Sul
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 27/02/2024

Nesta semana, uma área de baixa pressão atmosférica próximo à costa do Sul do País vai organizar instabilidades sobre esta região, inclusive aumentando potencial para fortes tempestades na faixa leste dos três estados. Apesar do risco de transtornos, ocasionados por chuva forte e ventania, as precipitações vão contribuir para manutenção da umidade no solo para as lavouras em desenvolvimento, especialmente para as lavouras de milho segunda safra do Paraná, mas por outro lado devem provocar paralisações nas atividades de colheita do milho primeira safra no Rio Grande do Sul e da soja.

A partir da sexta-feira, a área de baixa pressão atmosférica no oceano, aliada a uma frente fria, vai ajudar a canalizar a umidade e as instabilidades novamente sobre metade norte do Brasil, enquanto isso, as chuvas devem reduzir e o tempo seco deve se intensificar sobre o Sul do País.
Milho está em estágio de colheita no Rio Grande do Sul
Milho está em estágio de colheita no Rio Grande do Sul

Um novo sistema deve voltar a provocar chuvas na região Sul entre o domingo e a próxima segunda-feira, mas serão episódios isolados e que devem atingir áreas entre o norte Gaúcho e o sul paranaense de forma moderada e áreas litorâneas com mais intensidade. Mas de uma forma geral, os períodos de tempo seco e quente serão predominantes na primeira semana de março e tendem a provocar ainda mais estresse nas lavouras em desenvolvimento, do meio oeste do Paraná, onde são esperadas temperaturas máximas acima dos 35°C.


Sobre o autor

Angela Ruiz colabora semanalmente com o portal RuralNews. É jornalista especializada em clima e agro e figurou na lista TOP 20 de melhores jornalistas do agronegócio em 2023. Também é editora do site agroclima da Climatempo Stormgeo Company e comanda o Agrotalk,  o podcast agro da Climatempo, que é a rádio oficial do CNMA. O podcast Agrotalk, do Climatempo, que também é exibido no nosso portal, vem desde 2018 contando histórias de produtores, trazendo soluções da cadeia do agro para os problemas enfrentados pelo produtor no seu dia a dia e contribuindo com a transferência de conhecimento e na tomada de decisões.  O Agrotalk é o espaço para estabelecer a conexão entre o campo e a cidade na melhoria da reputação da comunicação no Agro. São mais 8000 mil minutos de gravações e mais de 133 horas de conteúdo distribuídos em um número já alcançado de 218 episódios. Em 2023 o podcast Agrotalk foi eleito TOP 3 entre os mais admirados do Agronegócio categoria podcast é em 2022, a jornalista foi TOP 20, melhores jornalistas do Agro.

TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.