INÍCIO AGRICULTURA Milho

Ritmo do plantio nos EUA e perdas no mercado do petróleo impactam o milho

Contratos negociados com milho em Chicago nesta terça-feira pela manhã operam com queda de 2 cents,
Camilo Motter
- Exclusivo Rural News
Publicado em 21/05/2024

Os contratos negociados com milho em Chicago nesta terça-feira pela manhã operam com queda de 2 cents, a U$ 4,58/julho. Na segunda, o mercado apresentou fortes ganhos, com alta entre 7 e 8 cents nos principais vencimentos. Na BMF, a posição julho trabalha em R$ 59,15 (-0,4%) e setembro R$ 62,70 (-0,6%).


A colheita da safrinha brasileira chega a 0,4%, ante 0,2% da mesma data do ano passado
A colheita da safrinha brasileira chega a 0,4%, ante 0,2% da mesma data do ano passado



Depois dos bons ganhos apurados na primeira sessão da semana, o mercado é pressionado pelo bom ritmo do plantio norte-americano e por perdas no mercado do petróleo. De qualquer maneira, os participantes estão atentos em relação às perdas nas safras brasileira e argentina.





No fim da tarde de segunda o USDA informou que o plantio do milho teve bom avanço na última semana e alcança 70% da área prevista, ante 71% de média histórica. No mesmo ponto do ano passado, o índice era de 76%. Houve avanço de 21 pontos na semana. As áreas já germinadas somam 40%, ante 46% de um ano atrás.





A colheita da safrinha brasileira chega a 0,4%, ante 0,2% da mesma data do ano passado. Os dados fazem parte do levantamento semanal da Conab. No oeste do Paraná, indicações de compra na faixa entre R$ 56/58 – dependendo de prazo de pagamento e localização do lote. Nos portos, para a safrinha, as indicações giram na faixa de R$ 60/61 por saca.





O câmbio operou em leve queda pela manhã, em R$ 5,09. Segunda, fechou em R$ 5,104.






Sobre o autor Camilo Motter

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1981), graduação em Economia pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Cascavel(1985), especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná(1989) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina(2001). Tem experiência na área de Economia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Maximização da Renda, Informação, Comercialização. É diretor da Corretora Granoeste, de Cascavel/PR.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.