Milho tem cotação em baixa, com nova indicação negativa

Safra de verão no Paraná é estimada em 2,61MT - bem abaixo das 3,78MT da safra anterior
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 29/01/2024

Os contratos negociados com milho em Chicago (EUA) operam em queda de 4 cents, a U$ 4,42/março, neste momento, manhã de segunda-feira (29). Na sexta-feira o mercado fechou negativo em 5 pontos. Na BMF, em São Paulo (SP), a posição março opera a R$ 64,50 (-1,4%) e maio, a R$ 64,45 (-1,4%).

De acordo com boletim da Bolsa de Cereais de Buenos Aires (Argentina), a melhora do quadro climático nas regiões produtoras vem elevando o potencial produtivo das lavouras. Antes avaliada em 55,0MT, a produção agora é prevista em 56,5MT.De acordo com Safras e Mercado, a colheita de milho verão chega a 15,3%, ante 12,1% do mesmo período no ano anterior, no Brasil.
Queda de preços também ocorre na BMF e na Argentina. Foto: Divulgação/CNA
Queda de preços também ocorre na BMF e na Argentina. Foto: Divulgação/CNA

Os trabalhos foram iniciados na maioria dos estados, exceto no Mato Grosso do Sul, Goiás/Distrito Federal e Mato Grosso. Ainda, segundo Safras, o plantio de milho safrinha na porção Centro-Sul do país chega a 11,3%, contra 4,8% do ano passado.

Segundo o Deral, a safra de milho verão no Paraná é estimada em 2,61MT, bem abaixo das 3,78MT colhidas no ano anterior. Em dezembro, a projeção era de produção em torno de 3,0MT. A queda de colheita é resultado de problemas climáticos e redução da área semeada.

Para a safrinha, o Deral estima uma produção de 14,55MT, aumento de 2% sobre as 14,24MT da campanha anterior.
A área tende a aumentar cerca de 1%.No oeste do Paraná, indicações de compra na faixa entre R$ 54,00/56,00 – dependendo de prazos de pagamento e localização do lote.



CÂMBIO
Dólar opera estável neste momento, a R$ 4,91. Na sexta-feira fechou em R$ 4,910.


Sobre o autor

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1981), graduação em Economia pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Cascavel(1985), especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná(1989) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina(2001). Tem experiência na área de Economia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Maximização da Renda, Informação, Comercialização. É diretor da Corretora Granoeste, de Cascavel/PR.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Detalhado projeto da nova fábrica da Mahindra no RS
2
Ano se inicia com preços do IPPA em queda
3
Após dia de alta, Commodities voltam a cair em Chicago
4
Indicador do algodão sobe e já opera na casa do R$ 4,2/LP
5
Começa hoje a Abertura Oficial da Colheita do Arroz no RS
6
Chuvas em fevereiro aliviam situação de lavoras de café
7
Preços da arroba do boi e da carne seguem pressionadas
8
Indicador do arroz retoma patamar de nov/23
9
Mais um dia de forte queda para o complexo da soja em Chicago
10
Dia de muita chuva em grande parte do Brasil
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.