INÍCIO AGRICULTURA Milho

Mercado do milho pautado na menor oferta da América do Sul

No Brasil, problemas climáticos no Mato Grosso, Paraná e São Paulo vão reduzir a produção da safrinha
Camilo Motter
- Exclusivo Rural News
Publicado em 28/05/2024

Os contratos negociados com milho em Chicago operaram em alta entre 1 e 2 cents na manhã desta terça, a U$ 4,66/julho. Na segunda, não houve pregão devido ao feriado nos EUA. Na BMF, a posição julho trabalha em R$ 59,70 (-0,4%) e setembro R$ 63,30 (-0,25%).

O mercado internacional de milho segue pautado na menor oferta oriunda da América do Sul. No Brasil, problemas climáticos no Mato Grosso, Paraná e São Paulo vão reduzir a produção da safrinha. Assim, segundo a Conab, a produção total da temporada deve ficar em apenas 111,6 milhões de toneladas – queda de 20 milhões de toneladas sobre o recorde da campanha anterior. Os maiores reflexos serão sentidos na redução das exportações – que tende a cair para algo como 31 milhões de toneladas, ante 54,6 milhões de toneladas do ciclo passado.
A colheita da safrinha em nível de Brasil chega a 1,1%, segundo dados da Conab
A colheita da safrinha em nível de Brasil chega a 1,1%, segundo dados da Conab

Ao mesmo tempo, na Argentina, um ataque fulminante de cigarrinha, bem como adversidades climáticas estão provocando perdas consideráveis. Com isso, a produção está avaliada em 51 milhões de toneladas, queda de pelo mesmo 6 milhões de toneladas em relação às estimativas iniciais.

Segundo Safras Mercado, o Paraguai deverá produzir 4,8 milhões de toneladas em 2024, aquém das 6,3 milhões de toneladas do ano passado. As exportações são previstas em 2 milhões de toneladas, contra 3,5 milhões de toneladas de 2023. O consumo fica em 2,7 milhões de toneladas, próximo ao do ano anterior.A colheita da safrinha em nível de Brasil chega a 1,1%, segundo dados da Conab. Na semana anterior, o percentual coletado era de 0,4%, mesmo teor do mesmo ponto de 2023.

Na manhã desta terça, o câmbio operava em R$ 5,14. Na segunda, fechou em R$ 5,171.


Sobre o autor Camilo Motter

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1981), graduação em Economia pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Cascavel(1985), especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná(1989) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina(2001). Tem experiência na área de Economia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Maximização da Renda, Informação, Comercialização. É diretor da Corretora Granoeste, de Cascavel/PR.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.