INÍCIO AGRICULTURA Milho

Clima seco na região mais agrícola dos EUA favorece plantio do milho

No mercado internacional, o milho recebe suporte das perspectivas de redução da safra argentina
Camilo Motter
- Especial para Rural News
Publicado em 16/05/2024

Os contratos negociados com milho em Chicago operaram em alta de 1 cent na manhã desta quinta-feira. a U$ 4,63/julho. Na quarta, os vencimentos mais próximos fecharam em queda de 4 a 5 pontos. Na BMF, a posição julho trabalha em R$ 60,20 (+0,25%) e setembro R$ 66,20 (+0,20%).


Plantio de milho que vinha em ritmo lento nos Estados Unidos, acelerou com o climas seco. Foto Free Pik
Plantio de milho que vinha em ritmo lento nos Estados Unidos, acelerou com o climas seco. Foto Free Pik



No mercado internacional, o milho recebe suporte das perspectivas de redução da safra argentina diante da proliferação do ataque de pragas, sobretudo de cigarrinhas. Por outro lado, o clima mais seco nos campos do Meio Oeste dos Estados Unidos, região mais agrícola do pais, favorece a aceleração do plantio, que vinha em ritmo lento – no último fim de semana estava em 49%, ante 60% do mesmo ponto do ano passado.





Os embarques semanais de milho norte-americano ficaram em 0,9 milhão de tonelada, contra 1,2 milhão de tonelada da semana anterior – informa o USDA. No acumulado da temporada, iniciada em 1º de setembro, os embarques somam 35,3 milhões de toneladas, ante 27,6 milhões de tonelaedas do mesmo intervalo da estação anterior.





Em relação às vendas semanais, o USDA informou que ficaram em 0,7 milhão de tonelada, contra 0,1 milhão de tonelada da semana anterior. No acumulado da temporada, são 48,3 milhões de toneladas, contra 38 milhões de toneladas do mesmo período do ciclo passado.





No Oeste do Paraná, indicações de compra na faixa entre R$ 55/57 – dependendo de prazo de pagamento e localização do lote. Nos portos, para a safrinha, as indicações giram na faixa de R$ 60/61 por saca.





Pela manhã, o câmbio operava em baixa: R$ 5,12. Na quarta, fechou em R$ 5,135.






Sobre o autor Camilo Motter

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1981), graduação em Economia pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Cascavel(1985), especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná(1989) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina(2001). Tem experiência na área de Economia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Maximização da Renda, Informação, Comercialização. É diretor da Corretora Granoeste, de Cascavel/PR.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.