INÍCIO AGRICULTURA Meio Ambiente

Dia do Meio Ambiente: desastres naturais custaram US$ 2 tri em meio século à América

E as projeções são sombrias: até 2050, o prejuízo anual poderá atingir a marca de US$ 100 bilhões
Vandré Dubiela
- Exclusivo Rural News
Publicado em 05/06/2024

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta quarta-feira, poucos são os motivos a comemorar. Nos últimos anos, a América Latina tem sido palco de um cenário alarmante: desastres naturais devastadores e custos econômicos astronômicos decorrentes das mudanças climáticas. Entre 1970 e 2021, os países do respectivo continente sofreram um impacto financeiro colossal de US$ 2 trilhões devido a eventos climáticos extremos. E as projeções são sombrias: até 2050, o prejuízo anual poderá atingir a marca de US$ 100 bilhões, a menos que medidas drásticas sejam adotadas.

Recentemente, o trágico episódio no Rio Grande do Sul, que evidenciou não apenas as perdas materiais, mas também o drama humano por trás das estatísticas, serve como um lembrete doloroso da urgência em enfrentar essa crise global.
Desastres ambientais como o vivido recentemente no Rio Grande do Sul é uma mostra da necessidade de políticas de prevenção e conscientização mais sólidas e pontuais
Desastres ambientais como o vivido recentemente no Rio Grande do Sul é uma mostra da necessidade de políticas de prevenção e conscientização mais sólidas e pontuais

Nesse contexto, um estudo de destaque do Institute for Governance Sustainable Development (IGSD) vem destacando a importância de combater os chamados "superpoluentes climáticos" como uma medida emergencial para conter o aquecimento global. Esses gases de efeito estufa de vida curta na atmosfera representam um desafio premente e, ao mesmo tempo, uma oportunidade de ação imediata.

O relatório aponta para uma descoberta impressionante: cortar esses superpoluentes climáticos pode resultar em uma redução de quase quatro vezes mais no aquecimento até 2050 do que abordar apenas o dióxido de carbono (CO2). Com medidas focadas, é possível evitar até 0,6°C de aquecimento até o meio do século, mantendo viva a esperança de alcançar a meta ambiciosa de 1,5°C estabelecida pelo Acordo de Paris.

E há uma boa notícia para a região da América Latina e Caribe: o potencial de mitigação é ainda maior, podendo chegar a 0,9°C até 2050. Isso significa que a ação decidida contra esses superpoluentes climáticos pode ser um divisor de águas na luta contra as mudanças climáticas, com resultados tangíveis e imediatos.

Comparativamente, estratégias de descarbonização agressiva que visam alcançar emissões líquidas zero de CO2 até 2050 podem ter um impacto mais limitado, evitando apenas cerca de 0,2°C de aquecimento até o mesmo período.

Diante dessas descobertas, a mensagem é clara: a América Latina está em uma encruzilhada crucial. A ação rápida e decisiva pode não apenas salvar vidas e proteger comunidades vulneráveis, mas também abrir caminho para um futuro mais sustentável e resiliente para todos. O tempo para agir é agora.


Sobre o autor Vandré Dubiela

Com mais de três décadas dedicadas ao jornalismo, iniciou a carreira no Jornal O Paraná, de Cascavel, passando pelas principais editorias. Conta com textos e fotografias publicados nos principais meios de comunicação nacional, entre os quais a Folha de São Paulo, Estado de S. Paulo, Gazeta do Povo e Revista Grid. Atuou ainda como produtor da TV Tarobá, afiliada da Band e como editor de portais de notícias. Também é autor do livro AREAC 50 anos – Pioneirismo na defesa e na valorização da agronomia paranaense. Nos últimos anos, se especializou em agronegócio, produzindo reportagens e artigos do gênero, inclusive trabalhos dedicados à OCEPAR (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná).
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.
Arquivo XML geradoArquivo XML geradoArquivo XML geradoArquivo XML geradoArquivo XML geradoArquivo XML geradoArquivo XML gerado