Assembléia do MS pode proibir pulverização com aviões

O comentarista político do portal RuralNews, Valdecir Cremon, fala sobre o projeto que tramita na Assembléia Estadual do Mato Grosso do Sul que propõe a proibição da pulverização aérea.
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 06/01/2024

O Projeto de Lei 201/2023 que altera a Lei 2.951 de 2004 começou a tramitar nesta terça-feira (4), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). O objetivo do projeto é de proibir a pulverização aérea de agrotóxico na agricultura no Estado. A proposta foi assinada pela bancada do PT, composta pelos deputados Pedro Kemp, Zeca do PT e Gleice Jane.

O argumento esdrúxulo do nobre deputado Pedro Kemp é de que “pesquisadores já mostraram alternativas, por meio do avanço tecnológico e da pesquisa genética, quanto a eficácia da utilização de outras formas de controle de pestes e doenças da plantação, ficando cada vez mais viável e ambientamente correto não utilizar a pulverização de agrotóxicos nas áreas de plantação”.

Atualmente, a Lei 2.951 de 2004 dispõe sobre o uso, a produço, a comercialização e o armazenamento dos agrotóxicos, seus componentes e afins, no Estado de Mato Grosso do Sul. Com alteração da norma proposta pelo deputado petista, pode ficar proibida a pulverização de agrotóxico, por meio de aviação aérea na agricultura. E o que é pior: o projeto ainda determina infração em caso de desrespeito à lei!

O petista comprova total desconhecimento do assunto que se propõe legislar afirmando que há registro no Brasil de mais de 15 mil notificações de intoxicação por agrotóxicos, com 439 mortes. Na sua visão esquerdista e retrógrada, o abuso das formas de pulverização é relatado por comunidades indígenas vizinhas de plantações e por pequenos produtores da agricultura familiar.

Segundo Kemp, eles relatam os danos causados à produção do alimento, por ter a deriva do agrotóxico ultrapassado os limites da propriedade que contratou o serviço de aplicação aéreo, além da contaminação dos mananciais de água utilizadas pelos animais.

Sobre o autor

Valdecir Cremon é jornalista com passagens pela Folha de São Paulo, O Liberal, TVC MS, Diário da Região e Canal do Boi em editorias de Economia, Política e Agronegócio. Atua no rádio desde 1974 como diretor, produtor e apresentador. É colunista de sites e jornais do Estado de São Paulo e comenta as principais notícias do agro no canal Fator Político BR, no Youtube. @valdecir_cremon_oficial

TAGS:
COMENTÁRIOS
“Nao é segredo algum que muitas pulverizações aéreas são feitas sem os devidos cuidados, basta apenas ver os registros de emergência em saude de comunidades rurais ao longos das ultimas décadas. Contudo, a proibição da prática em um país com grandes fazendas é inviável. O projeto é esdrúxulo e seria muito mais eficaz se melhor regularizase a prática e as ações para desincentivar o mal uso. ” - Autor: Ruralista consciente

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Escassez de frutas elevam preços do melão mais uma vez
2
Clima impulsiona aumento de oferta da alfece em SP
3
Público surpreende na Abertura Oficial da Colheita de Arroz e Grãos
4
Governo federal pretende mecanizar a agricultura familiar
5
Dados climáticos são fundamentais para a rentabilidade das culturas
6
Exportações de 873 mil doses foram destaque do mercado de sêmen em 2023
7
Rio Grande do Sul poderá ter temporais de hoje até quinta-feira
8
Preço do milho varia pouco no BR, mas cai com força no mercado externo
9
Demanda do ovo cai, mas a oferta controlada sustenta cotações
10
Com maior interesse comprador, soja tem peço mais firme na semana
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.