Trimestre é o melhor da série histórica em abertura de mercados para o agronegócio

Já são 26 novos mercados em 2024 e 104 desde o início do terceiro mandato do presidente Lula
Imagem do autor

Publicado em 31/03/2024

Superando recordes anteriormente registrados, o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) encerra o mês como o melhor março dos últimos anos. Com o resultado alcançado, o primeiro trimestre de 2024 se torna o mais bem-sucedido da série histórica em termos de aberturas de novos mercados para o agronegócio brasileiro. Os números mensais foram: março com 10 novos mercados em sete países; fevereiro com sete mercados em seis países; e janeiro com nove mercados em cinco países. Em relação aos números do trimestre, apenas em 2021 se chegou perto do alcançado neste ano, quando foram totalizados 20 mercados em nove países. Desde o início do ano, somam-se 26 novos mercados abertos em 18 países, alcançando um total de 104 desde o começo de 2023, período em que iniciou o terceiro mandato do presidente Lula e a gestão do ministro Carlos Fávaro no Mapa.As aberturas de 2024 já contemplam todos os continentes: África - África do Sul, Botsuana, Egito, Omã e Zâmbia; Ásia - Arábia Saudita, Filipinas, Índia, Paquistão e Singapura; Europa - Grã-Bretanha e Rússia; Oceania - Austrália; e Américas - Canadá, Costa Rica, El Salvador, Estados Unidos e México.

“Mas não queremos parar aí. Seguiremos dialogando com os países para ampliarmos cada vez mais as exportações dos produtos brasileiros”, relata o ministro Fávaro.Os registros das aberturas não contemplam apenas a venda de produtos tradicionais dos quais o Brasil já é um grande exportador, como carnes e complexo soja, mas de diversos produtos agropecuários, como pescados; sementes; gelatina e colágeno; ovos; produtos de reciclagem animal; açaí em pó; café verde; e embriões e sêmens.“Abrir um mercado é mais do que simplesmente desbloquear uma nova oportunidade para o agricultor; é abrir uma porta ampla para possibilidades ilimitadas. Estou profundamente convicto de que, através da nossa colaboração e dedicação conjunta, asseguraremos que nossos produtores não apenas se aproximem dessa porta, mas a atravessem com sucesso, expandindo seus horizontes e alcançando novos patamares de sucesso, gerando mais empregos e renda”, destaca Roberto Perosa, secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa.
Superporto de Rio Grande (RS)
Superporto de Rio Grande (RS)


TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Texto publicado originalmente em

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.