Acordos comerciais devem abrir novos mercados entre Brasil e países africanos

Ampliação das exportações brasileiras priorizam a venda de carne e de animais vivos

Publicado em 16/02/2024

A África ampliou o volume de compra de alimentos do Brasil. No ano passado, os países do continente importaram US$ 9,8 bilhões, segundo dados da Cacex (Carteira de Comércio Exterior), do Banco do Brasil. O valor foi recorde e o volume chegou a 7% de todas as exportações brasileiras.Há 24 anos, o continente comprava em torno de US$ 520 milhões de produtos brasileiros.

Somente com embarques de açúcar, o valor importado em 2023 foi de R$ 4,7 bilhões - motivo de comemoração da cadeia açucareira do Brasil, que registrou um aumento das vendas de 11%.
Lula e  o presidente do Egito, Abdel Fattah Al-Sisi. Foto: Presidência da República
Lula e o presidente do Egito, Abdel Fattah Al-Sisi. Foto: Presidência da República

Os embarques de milho e carnes ficaram logo atrás, mas com valor de compras bem abaixo - US$ 3 bilhões.

O envio de gado vivo enfrenta forte oscilação nas negociações com africanos. Em 2019, o volume negociado foi de US$ 456 milhões. No ano passado, caiu para US$ 33 milhões. Este é um setor com mais atenção do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) na visita do presidente Lula da Silva a países do continente.Os governos do Brasil e do Egito assinaram, nesta quinta-feira (15), dois acordos bilaterais para facilitar a exportação de carnes e ampliar a cooperação em ciência e tecnologia.

Junto à pecuária, o governo pretende expandir a venda de café, produtos lácteos, soja e carnes de aves e bois.
Argélia, com importações de US$ 2,2 bilhões em 2023. Egito (US$ 1,6 bi) Marrocos (US$ 1,2 bi) e Nigéria (US$ 851 milhões) são os principais parceiros comerciais do Brasil e do continente.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.