INÍCIO AGRICULTURA Erva Mate

Produtores investem no preparo do solo para aumentar produtividade da erva-mate

Brasil é considerado maior produtor mundial da folha, com o cultivo em uma área superior a 73 mil hectares e produção superior a 618 mil toneladas em 2022

A produção de erva-mate na região Sul do Brasil atende à crescente demanda no mercado regional e, também, do mercado internacional, com novos usos que incluem a erva como matéria prima para cosméticos. A cultura da erva-mate se faz bastante presente nos estados do Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, sendo que, nesse último estado, a erva-mate conquistou status de patrimônio imaterial cultural, devido a sua importância como produto agrícola e por seu profundo significado social e econômico.


O mês de abril marca o início de um ciclo importante, com o plantio da erva
O mês de abril marca o início de um ciclo importante, com o plantio da erva

O mês de abril marca o início de um ciclo importante, com o plantio da erva. Nesse momento é importante dar atenção ao preparo do solo e a nutrição da cultura. “Como a erva mate não vai bem em solos alcalinos, a aplicação dos óxidos da Fertimacro é uma ótima opção, pois atende a necessidade de liberação imediata do Cálcio (Ca) e do Magnésio (Mg), balanceando o tempo de reação do carbonato, que é mais lento”, explica Eduardo Dahmer, agrônomo da Fertimacro, indústria de fertilizantes à base de óxidos do grupo Caltec.



O cultivo da Erva-mate possui um processo longo, mas, de acordo com a Embrapa, devido ao melhoramento do manejo é possível realizar a primeira poda 24 meses após o plantio, o que representa uma redução de mais da metade do tempo convencional para a primeira poda, que pode chegar a 5 anos. As podas subsequentes são feitas a cada 18 meses, mas com investimento na regulação do solo e recomposição dos nutrientes com o uso de óxidos, esses prazos podem ser reduzidos para 12 meses.



O Paraná é o maior produtor de erva-mate do Brasil, de acordo com dados de 2023 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento indica que o estado é responsável por 87,4% da produção nacional.


TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!
Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nossos termos de privacidade e consentimento da nossa Política de Privacidade.