Fevereiro termina com produtos do agro desvalorizados

Mês foi marcado por oscilações negativas no mercado comercial
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 29/02/2024

Fevereiro foi um mês marcado pela derrocada das commodities. Nesta quinta-feira (29), a soja encerrou o pregão em queda de -0,39% e o terceiro mês seguido de baixa, com uma variação mensal de -7,76%, caindo nominalmente 94 cents/bu, aproximadamente U$2,07/sc, uma queda bem expressiva.

Para os derivados da soja, o dia foi mais positivo: o óleo fechou estável e o farelo teve uma apreciação de 0.52%. O óleo também acumula 3 meses de queda e o farelo acumulou 4 meses.Para o trigo e o milho, fevereiro não foi diferente. Houve queda de -3,19% para o trigo e -4.18% para o milho, já considerando a apreciação do contrato atual, se considerarmos o contrato que venceu ontem, a queda acumulada no mês foi de -7,25%.
Milho teve perdas acima de 4% em fevereiro
Milho teve perdas acima de 4% em fevereiro

No Brasil, o milho operou na bolsa em mais um dia em queda para contratos de maio (-0,93%). Enquanto que os de março, que vencerão no dia 15, fecharam estável.Para os ativos de risco o dia foi majoritariamente altista.

Após a publicação dos dados de inflação nos EUA, que veio em linha com as expectativas, vimos os mercados por lá ganharem força e no momento o SP 500 sobe +0,31% e a Nasdaq +0,65%.A principal bolsa chinesa também encerrou o dia em alta, se apreciando em +1,94%.

Já na Europa as bolsas por lá oscilaram bastante e entre altas e baixas, os vendidos acabaram vencendo as batalhas. Apenas a bolsa da Alemanha se escapou desse movimento mais negativo e subiu +0,44%.No mercado interno nossa bolsa se encaminha para mais um dia de queda, acumulando -1,03%.
Quem liderou as quedas foram as ações da Ambev, após a publicação do balanço, os investidores viram os resultados da empresa com maus olhos e a onda de pessimismo fez com que as ações da empresa caíssem mais de 7%.




Sobre o autor

Sócio da Granoeste Investimentos desde 2016, graduado em Ciência da Computação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná e MBA em Inteligência Financeira pela Universidade Positivo. Especialista em renda variável de mercados globais e nacionais. Correspondente Bancário FBB100 Profissional credenciado junto a CVM como Agente Autônomo de Investimentos.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Máquina utiliza Inteligência Artificial para fazer seleção de grãos
2
Aurora Coop inaugura indústria de processamento de carne de R$ 587 milhões
3
Safra de grãos será 25 milhões de toneladas a menos que anterior
4
Cercas e arames com alta tecnologia são destaque da Belgo na Tecnoshow
5
Artesanato local também teve o seu espaço na Tecnoshow
6
Mato Grosso do Sul terá a maior unidade de bovinos da América Latina
7
Aumento de casos de anomalia da soja preocupa no Sul
8
Maior feira da América Latina, Agrishow ainda fica devendo em infraestrutura
9
Tecnoshow Comigo movimentou R$ 9,340 bilhões em negócios
10
Corteva apresenta na Tecnoshow solução biológica fixadora de nitrogênio
11
Soja tem valor bruto de produção reduzido em um quinto
12
Oferta segue elevada mas demanda firme estabiliza as cotações da tilápia
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.