Irga faz vistorias em lavouras de arroz danificadas pelo granizo

Santa Vitória do Palmar, na Zona Sul do Rio Grande do Sul, foi o município mais atingido
Imagem do autor

Publicado em 31/03/2024

O presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Rodrigo Machado, acompanhou, nesta semana, as vistorias realizadas pelas equipes da autarquia nas lavouras que sofreram perdas pelas chuvas de granizo da semana passada em Santa Vitória do Palmar, na Zona Sul do Rio Grande do Sul. Para agilizar, o instituto instalou um gabinete de crise especialmente para atender às demandas dos produtores prejudicados pelo clima. “Neste momento tão preocupante, o Irga precisa estar perto do produtor, prestar sua solidariedade e, principalmente, instruir sobre os processos. O produtor deve ficar atento porque, conforme o decreto estadual nº 51.446/2014, tem apenas três dias após o sinistro para fazer o comunicado”, afirmou. “Estamos trabalhando para dar agilidade a esses processos, que buscam mitigar um pouco o prejuízo sofrido pelos orizicultores”, acrescentou Machado. Além das vistorias, o gabinete de crise já está contabilizando os estragos e providenciando as aberturas dos processos para o pagamento das indenizações. Santa Vitória do Palmar foi o município mais prejudicado pelo evento climático da semana passada, mas outras regiões também estão sendo vistoriadas. O decreto estadual nº 51.446/2014 regulamenta a indenização pelos prejuízos sofridos pelos produtores orizícolas gaúchos em consequência de queda de granizo em suas lavouras de arroz. Recentemente, o instituto criou um grupo de trabalho e elaborou o “Manual do Granizo” para orientar os arrozeiros do Estado. No ano passado, o Irga pagou em indenizações cerca de R$ 8,9 milhões. Em 2022, foram mais de R$ 10,7 milhões. Acompanharam o presidente Rodrigo Machado nas vistorias o gerente da Divisão Técnica, Luiz Fernando Siqueira; o coordenador da Planície Costeira Interna, Cleo Soares; o coordenador da Zona Sul, Igor Kohls; e o técnico orizícola do16º Nate, Otaviano Maciel Carvalho.


TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Texto publicado originalmente em

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.