Governo federal pretende mecanizar a agricultura familiar

Ministro Paulo Texeira anunciou projeto de incentivo para produção e aquisição de máquinas para pequenas propriedades
Imagem do autor

Publicado em 25/02/2024

A mecanização da agricultura familiar e o Programa Mais Alimentos foram pautas de encontro do ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Paulo Teixeira, e o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, com representantes da indústria de máquinas e implementos agrícolas do Rio Grande do Sul, na sexta-feira.

A reunião ocorreu na sede do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas (Simers), em Porto Alegre (RS). A intenção do governo federal é alavancar a produção nacional de maquinário específico para a agricultura familiar, a partir da ampliação do acesso a máquinas e implementos agrícolas menores e mais baratos.
A intenção do governo federal é alavancar a produção nacional de maquinário específico para a agricultura familiar
A intenção do governo federal é alavancar a produção nacional de maquinário específico para a agricultura familiar

O programa visa tornar o trabalho no campo menos penoso, proporcionando mais qualidade de vida para os trabalhadores rurais, especialmente mulheres e jovens, e contribuir com a produção de mais alimentos para as famílias brasileiras.

Teixeira destacou que o RS é um dos Estados que mais tem máquinas e pode ajudar a mecanizar o País. “A gente quer que os financiamentos sejam mais amigáveis e que essa máquina pequena, que aqui vocês já produzem, possa ir para todos os agricultores familiares do Brasil. Não só tratores, mas implementos e muitas máquinas para tecnificar, que é o que o presidente Lula quer com o Mais Alimentos”, argumentou o ministro.

Os recursos em valores ainda indefinidos serão destinados pelo Programa Mais Alimentos, que foi retomado pelo governo federal em junho do ano passado. Conforme o ministro, entre julho e dezembro de 2023, foram contratadas pelo programa 141 mil operações de crédito, com liberação de R$ 11,8 bilhões em recursos.Teixeira destacou a intenção da União em aplicar R$ 3 bilhões na próxima etapa do programa.
“O Programa Mais Alimentos é a menina dos olhos do presidente Lula, pelo qual se deseja produzir mais alimentos para o povo brasileiro e para o mundo. Por isso a importância de fortalecer a agricultura familiar e fortalecer a indústria de máquinas. Queremos dar maior velocidade à produção de máquinas para aumentar a mecanização da agricultura familiar, tornando o campo mais atraente para a permanência dos jovens em uma atividade mais sofisticada e produtiva”, concluiu o ministro.



Simers

O presidente do Simers, Claudio Bier, avaliou que a sinalização do governo federal é positiva e afasta o receio de perda de competitividade em relação ao maquinário de pequeno porte produzido na China. “É uma ótima notícia trazida neste encontro, de que haverá estímulo à produção e à compra de equipamento produzido pela indústria nacional.
Nossa indústria está apta a atender esta proposta e até ampliar a oferta se a demanda for grande. Já transferimos tecnologia para modelos menores e podemos avançar em novos projetos neste sentido”, observou. O dirigente salientou que o setor gera 33 mil empregos diretos e cerca de 120 mil indiretos.


TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.