Dólar traz volatilidade para os preços em Chicago

Soja fechou o pregão com uma valorização de $8 cents/bu subindo +0,70%
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 03/04/2024

Na CBOT, os contratos futuros de soja chegaram a negociar no negativo durante o pregão noturno e passaram a se recuperar à medida que o real ganhava força ante o dólar. Com isso vimos a soja fechar o pregão com uma valorização de $8 cents/bu subindo +0,70%.

O pregão também foi positivo para o restante do complexo, o óleo fechou com valorização de +0,51% e o farelo subiu praticamente na mesma proporção, acumulando uma alta de +0,52%.O milho também teve forte valorização, acumulando +1,23%. Resultado que foi bem expressivo, especialmente quando paramos para pensar nos novos fundamentos baixistas para o preço que tivemos recentemente, o cancelamento de compras de milho ucraniano pela China.

Outra questão que pode impactar nas cotações do cereal nos próximos dias é o clima favorável a um plantio rápido nos campos norte-americanos.Seguindo o bom humor das demais commodities o trigo também fechou em alta, se apreciando em +1,97%. O mercado de trigo chegou a superar a resistência gráfica dos $5,57/bu mas acabou encerrando levemente abaixo cotado a $5,56/bu.

Na B3, o contrato de milho não conseguiu acompanhar o movimento visto na CBOT e fechou estável com apenas -0,08% de variação diária. Dados macroeconômicos publicados nesta quarta-feira ajudaram a desacelerar o dólar no País. O PMI, índice de atividade de serviços, veio abaixo das expectativas do mercado, o que é visto com bons olhos, uma vez que ajuda a diminuir a preção inflacionaria e abre espaço para que os juros por lá comecem a ser cortados.

Esse dado positivo auxiliou as bolsas americanas a fecharem em alta, SP 500 subiu +0,17% e a NASDAQ subiu +0,23%.O dia também foi otimista na Europa e o dia encerou-se com alta para todas as bolsas, EURO STOXX 50 subiu +0,36% e o destaque de alta por lá ficou com a bolsa espanhola, que acumulou uma alta de +0,52%.
Como a Ásia e Pacífico estavam fechados durante a publicação do dado, o cenário foi diferente, China caiu -0,18% e o destaque ficou com a bolsa Sul Coreana que caiu -1,67%. No Brasil, o índice IBOVESPA fechou com leve queda de -0,18%




Sobre o autor

Sócio da Granoeste Investimentos desde 2016, graduado em Ciência da Computação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná e MBA em Inteligência Financeira pela Universidade Positivo. Especialista em renda variável de mercados globais e nacionais. Correspondente Bancário FBB100 Profissional credenciado junto a CVM como Agente Autônomo de Investimentos.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.