Liberação de crédito do Plano Safra aumenta 17% em 2024

Produtores optaram mais por recursos liberados diretamente por bancos

Publicado em 07/03/2024

Os desembolsos do crédito rural chegaram a R$ 293,2 bilhões, no Plano Safra 2023/24, entre julho do ano passado e fevereiro de 2024 - um aumento de 17% em relação a igual período da safra passada, segundo cálculos do governo federal.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (6) com base no Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro. Os financiamentos de custeio da safra em andamento tiveram aplicação de R$ 164 bilhões; as contratações de linhas de investimentos totalizaram R$ 69 bilhões e as operações de venda atingiram R$ 36 bilhões, além de liberações de recursos à industrialização, de R$ 24 bilhões.
Total liberado corresponde a 67% do montante programado no Plano Safra
Total liberado corresponde a 67% do montante programado no Plano Safra

O sistema registra que foram realizados 1.517.656 contratos no período de oito meses do ano agrícola, sendo 1.133.860 no Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e 144.716 no Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural).Os demais produtores formalizaram 239.080 contratos, correspondendo a R$ 211,7 bilhões de financiamentos liberados pelas instituições financeiras.

O total de R$ 293,1 bilhões corresponde a 67% do montante que foi programado para a atual safra para todos os produtores (pequenos, médios e grandes), que é de R$ 435,8 bilhões.

Valores

Para médios e grandes produtores rurais, a aplicação do crédito rural atingiu R$ 251 bilhões de julho a fevereiro, correspondendo a uma alta de 19% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse valor significa 69% do total programado pelo governo, de R$ 364,2 bilhões. Os valores concedidos aos pequenos e médios produtores em todas as finalidades (custeio, investimento, comercialização e industrialização) foram, respectivamente, de R$ 42 bilhões no Pronaf e, de R$ 39,3 bilhões no Pronamp.
O Programa de Financiamento a Sistemas de Produção Agropecuária Sustentáveis (RenovAgro) teve contratações da ordem de R$ 4,9 bilhões, significando um aumento de 41% em relação a igual período na safra anterior. Os financiamentos para o Pronamp alcançaram R$ 3,9 bilhões, alta de 101%.A participação dos bancos no crédito rural atingiu a R$ 13,6 bilhões, com um aumento de 338% em relação a igual período da safra anterior.

A contribuição da fonte não controlada, a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA Livre), para o funding do crédito rural, que respondeu a 49% do total das aplicações da agricultura empresarial, nos primeiros oito meses da safra atual, se situando em R$ 123,9 bilhões, um aumento de 115% em relação a igual período da safra passada.



TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Máquina utiliza Inteligência Artificial para fazer seleção de grãos
2
Aurora Coop inaugura indústria de processamento de carne de R$ 587 milhões
3
Safra de grãos será 25 milhões de toneladas a menos que anterior
4
Cercas e arames com alta tecnologia são destaque da Belgo na Tecnoshow
5
Artesanato local também teve o seu espaço na Tecnoshow
6
Mato Grosso do Sul terá a maior unidade de bovinos da América Latina
7
Aumento de casos de anomalia da soja preocupa no Sul
8
Maior feira da América Latina, Agrishow ainda fica devendo em infraestrutura
9
Tecnoshow Comigo movimentou R$ 9,340 bilhões em negócios
10
Corteva apresenta na Tecnoshow solução biológica fixadora de nitrogênio
11
Soja tem valor bruto de produção reduzido em um quinto
12
Cooperativa Frísia investe quase R$ 50 milhões para ampliar armazenagem
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.