Dia de recuperação da soja em Chicago

Cotação fechou com alta acima de 2% o bushel, a U$12,18
Imagem do autor
- Especial para Rural News
Publicado em 30/01/2024

Dia de recuperação para contratos agrícolas na bolsa de Chicago (EUA). Após testar e fechar abaixo do suporte dos U$12/bu, a soja encerra esta terça-feira (30) com uma alta de 24,5 cents/bu (+2,05%), cotada a U$12,18. Fatores que ajudaram a alta estão relacionados à perspectiva de um clima mais quente e seco na Argentina, onde as temperaturas devem passar de 42°C, o que pode afetar diretamente o potencial produtivo da soja.

A princípio, os comentários que circulam é que as condições das lavouras estão reduzindo a qualidade e que, portanto, a produção deve ficar cerca de 2 MT abaixo da estimativa da bolsa de Buenos Aires.
Melhora de preços ocorre com tensão sobre o clima na Argentina
Melhora de preços ocorre com tensão sobre o clima na Argentina

O milho, que também é impactado pelo clima, também sobe na CBOT, com alta de 7,5 cents/bu (+1,70%) no pregão, cotado a U$4,47, testando novamente a resistência gráfica neste ponto.

Assim como os demais, o trigo também encerrou em alta, subindo 12 cents/bu (+2,02%).

Na B3, o milho encerrou o dia em alta de +0,56%, cotado a R$64,20/sc.
No mercado internacional o dia foi negativo para as bolsas chinesas, onde o mercado aguardava alguma sinalização de que o governo vá assumir as operações incompletas, deixadas pela Evergrande. Como não houve sinalização, os índices cederam, impulsionados por empresas do setor de construção civil. Shanghai fechou com queda de -1,83% e Hang Seng com queda de -2,45%.

Na Europa o dia foi de otimismo baseado na rodada de publicação dos PIBs, com destaque para o PIB da zona do euro, que veio acima das expectativas do mercado. O índice Euro STOXX 50 fechou com alta de +0,53% - destaque para a bolsa espanhola que subiu +1,50%.

Nos EUA, foi dia de realização para empresas de tecnologia, com a Apple liderando as quedas, caindo -2%. A Nasdaq encaminha para o fechamento com uma queda de -0,71%, enquanto o SP500 permanece estável.
No Brasil, o Ibovespa fechou em queda -0,73%.

Sobre o autor

Sócio da Granoeste Investimentos desde 2016, graduado em Ciência da Computação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná e MBA em Inteligência Financeira pela Universidade Positivo. Especialista em renda variável de mercados globais e nacionais. Correspondente Bancário FBB100 Profissional credenciado junto a CVM como Agente Autônomo de Investimentos.
TAGS:
COMENTÁRIOS

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Detalhado projeto da nova fábrica da Mahindra no RS
2
Ano se inicia com preços do IPPA em queda
3
Após dia de alta, Commodities voltam a cair em Chicago
4
Indicador do algodão sobe e já opera na casa do R$ 4,2/LP
5
Começa hoje a Abertura Oficial da Colheita do Arroz no RS
6
Chuvas em fevereiro aliviam situação de lavoras de café
7
Preços da arroba do boi e da carne seguem pressionadas
8
Indicador do arroz retoma patamar de nov/23
9
Dia de muita chuva em grande parte do Brasil
10
Chuva continua volumosa no Tocantins, Sudeste e Nordeste
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.