Crédito adicional do Plano Safra provém de títulos do agro, afirma economista

Segundo o economista Antônio da Luz, o Plano Safra 23/24 só não está travado por causa desses recursos, que sequer deveriam compor o anúncio do governo

Publicado em 10/01/2024

Nesta quarta-feira, 02/01, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou um adicional de mais R$ 3 bilhões para operações de crédito no âmbito de programas do Plano Safra 23/24. A medida aumenta o total de recursos ainda disponível nos diferentes Programas Agropecuários do Governo Federal (PAGF). Agora o montante que será repassado pelo Banco soma R$ 8,5 bilhões, que tem prazo de utilização até junho de 2024.

Porém, segundo o economista-chefe do Sistema Farsul, Antônio Da Luz, é preciso lembrar que a maior parte dos recursos anunciados pelo governo, especialmente para os produtores empresariais, provém de títulos de crédito do agronegócio – e não do caixa federal. Exemplo está no balanço divulgado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) com a soma do crédito tomado para financiamento da safra 2023/2024 de julho a dezembro.

Antônio da Luz é economista-chefe do Sistema Farsul
Antônio da Luz é economista-chefe do Sistema Farsul

Dos R$ 249 bilhões tomados por pequenos, médios e grandes no período, R$ 214 milhões ficou com a agricultura empresarial, 48% dos quais são provenientes de fonte não controlada de recursos. Isso quer dizer, na prática, que R$ 102,6 bilhões do montante financiado provêm de títulos do agronegócio, como Letra de Crédito do Agronegócio (LCA Livre) e Cédula de Produto Rural (CPR). “Os recursos livres são livres. Os bancos captam através de CPR e LCA e emprestam quanto desejarem (sem limite por tomador), ao juros que se estabelecer, em livre relação entre produtor e agente financeiro”, destaca Da Luz.


De acordo com o Mapa, a participação dos recursos livres equalizáveis, nessa safra, até agora, teve um aumento de 372% em relação a igual período do ciclo anterior, que atingiu R$ 12 bilhões. De acordo com o Mapa, em nota oficial, o número sinaliza uma maior utilização dessa fonte, “colocada à disposição para equalização”. “O Plano Safra só não está travado por causa dos recursos livres, que sequer deveriam compor o anúncio do governo”, conclui Da Luz.

TAGS:
COMENTÁRIOS
“É fácil se aparecer com dinheiro dos outros, né? O ” - Autor: João Costa Zank

O QUE VOCÊ ACHOU DESSE CONTEÚDO? DEIXE SEU COMENTÁRIO...

Destaques
Mais lidas
1
Agro é destaque no fechamento do PIB nacional de 2023
2
Pecuária leiteira vive seu pior momento no Brasil, apontam líderes do setor
3
24ª Expodireto Cotrijal começa nesta segunda-feira
4
Decisão do Ibama divide opiniões sobre uso de inseticida letal a abelhas
5
Despejo de chorume rende multa a empresa ambiental
6
Exportação de gengibre cresce 114% em janeiro no Espírito Santo
7
Fábrica de fertilizantes de MG deve ser inaugurada dia 13
8
Pavilhão da Agricultura Familiar promete ser um dos destaques da 24ª Expodireto Cotrijal
9
RS terá uma rápida prévia do outono
10
Média nominal da mandioca cai para níveis de 2021
Assine nossa NEWSLETTER
Notícias diárias no seu email!



Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.