Bovinocultura 12/02/2024

Meia tonelada de carne de búfalo assada será destaque em feira no Vale do Rio Pardo

Medida quer fomentar a criação do animal no Rio Grande do Sul

O RS conta com um rebanho de 50 mil cabeças, o que reapresenta 0,5% do rebanho gaúcho de bovinos e bubalinos

Redação em Porto Alegre/RS

De 14 a 17 de março de 2024, o município de Passo do Sobrado (RS), no Vale do Rio Pardo, promoverá mais uma festa do búfalo. O evento visa a promoção e o desenvolvimento do município, além de fomentar a bubalinocultura. Nesta 9ª edição, o vice-presidente da Associação dos Criadores de Búfalos (Ascribu), Rafael Gonçalves, destaca que a entidade foi desafiada a assar, ao contrário de uma carcaça como em edições anteriores, duas carcaças de búfalo. Uma será assada e servida na sexta-feira, dia 15 de março, e a outra, no dia seguinte. Cada carcaça tem em torno de 220 quilos. Portanto, o público deverá degustar meia tonelada de carne de búfalo nos dois dias. “Neste evento, pretendemos fomentar a participação de empresas ligadas ao segmento do búfalo, tanto empresas que trabalham com derivados de leite de búfalo como as que trabalham com carne de búfalo”, explica Gonçalves.
ExpansãoO número de criadores tem aumentado no Estado, conforme a presidente da Associação Sulina de Criadores de Búfalos (Ascribu), a criadora e médica-veterinária Desireé Hastenpflug Möller, que cria búfalos das raças Mediterrânea e Murrah desde 2018 em Araricá. Ela diz que cada vez mais, a bubalinocultura é conhecida e reconhecida nos campos pelo fácil manejo e na gastronomia, pelos diferenciais da carne e do leite. “A carne do búfalo é uma das características que têm chamado a atenção, tanto dos criadores como dos consumidores, pois tem 55% menos colesterol, 40% menos calorias e 12 vezes menos gordura, quando comparada à do bovino.”, salienta.
"Apesar de existirem 19 raças de búfalos no mundo, no Brasil há apenas quatro: Mediterrânea, Murrah, Jafarabadi e Carabao”, destaca a criadora, ao avaliar que o país tem uma média de 3 milhões de cabeças de búfalos, o que representa 1% do rebanho mundial. O Pará é o estado com mais criadores.
O RS conta com um rebanho de 50 mil cabeças, o que reapresenta 0,5% do rebanho gaúcho de bovinos e bubalinos. É possível encontrar grandes criações desde Uruguaiana, na Fronteira Oeste, até Camaquã, no sul do Estado, segundo Desireé. Atualmente são 600 criadores, sendo que Viamão, na Região Metropolitana, é o município com maior número de criadores. São 35 no total, embora o número de animais seja pequeno: 1,5 mil. AAscribu tem 70 associados.

TAGS: búfalos