Exportação 01/02/2024

Embarques do agro gaúcho crescem 2% em 2023, indica a Farsul

Rentabilidade de produtos do complexo soja aumenta 14% em comparação à de 2022

Porto de Rio Grande é um importante canal de exportação do Estado. Foto: Secom/RS

Redação em Porto Alegre/RS

As exportações do agronegócio gaúcho encerraram o ano de 2023 com alta de 2% no volume embarcado, ante o mesmo período de 2022. A comercialização de 22,3 milhões de toneladas resultou na alta de 0,1% no faturamento, que fechou em U$ 1515,8 bilhões, conforme panorama divulgado nesta quarta-feira, dia 31, pela Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul). Os produtos do Complexo Soja lideraram as vendas externas de janeiro a dezembro de 2023. Apesar de o Estado ter registrado quebra de praticamente metade da safra do grão no ano passado devido à estiagem, as remessas, compostas pela soja gaúcha e de outros estados, totalizaram U$ 6,33 bilhões, uma cifra 14% maior que a registrada em 2022, de U$ 5,5 bilhões.O resultado também foi positivo para a exportação de fumo e derivados, com alta de 15% na renda em 2023, que chegou a U$ 2,4 bilhões de dólares, ante U$2,1 bilhões de 2022.
Em contrapartida, a comercialização de arroz, milho e trigo rendeu 18% menos que no acumulado dos 12 meses anteriores. O faturamento, considerando os três segmentos, caiu de U$ 1,7 bilhão para U$ 1,4 bilhão. O movimento de queda também foi verificado na rentabilidade das exportações de carnes (-7%), de lácteos (-71%) e de produtos florestais (-26%).
Os principais compradores dos produtos embarcados no RS estão na Ásia (sem o Oriente Médio) e são liderados pela China. Em segundo lugar, está a Europa, seguida pelo Oriente Médio e,na sequência, países da América do Sul, da América do Norte,da África, da América Central e da Oceania.

TAGS: Exportação - soja - rio grande do sul