Soja 30/01/2024

Soja registra leve alta em Chicago nesta terça

Variação positiva ocorre após três sessões de onda baixista

Mercado mantém atenção elevada para a produção na América do Sul. Foto: Divulgação/FGI

Camilo Motter

Os preços da soja operam em alta de 3 cents nos futuros de Chicago, a U$ 11,97/março, na manhã desta terça-feira (30). O mercado busca recuperar-se, depois de três sessões em queda e perdas acumuladas de quase 50 pontos. Ontem, o mercado rompeu a importante barreira dos U$ 12,00 e isto se configura num mau sinal técnico. As preocupações seguem concentradas na evolução da safra sul-americana. No Brasil, a colheita segue avançando e já ultrapassa os 10%, com relatos de perda de produtividade em todas as regiões, com destaque para uma redução acentuada no Centro-Oeste. Na Argentina as projeções indicam uma safra cheia, mas há ainda um longo caminho pela frente uma vez que o plantio só foi encerrado em meados deste mês de janeiro.
No geral, a América do Sul caminha para entregar uma colheita maior do que aquela do ano passado, algo entre 205,0/210,0MT, contra 195,0MT do último ciclo. Do outro lado, a demanda segue muito comedida, sobretudo por causa da expectativa de menor ritmo da economia chinesa.
Os prêmios nos portos brasileiros se mostram pressionados, o que limita ainda mais a formação do preço interno. No mercado spot, são indicados na faixa entre -100/-80; para março, entre – 125/-110.
Diante do atual cenário, os produtores se mantêm retraídos, com mínimos níveis de oferta. Indicações de compra no oeste do Paraná entre R$ 106,00/108,00 e em Paranaguá na faixa de R$ 116,00/118,00 – dependendo do prazo de pagamento e, no interior, também do local e do período de embarque.

TAGS: soja - preços