Pecuária de corte 14/05/2024

Consumo de carne bovina aquecido no começo de maio

O consumo de carne bovina na semana do dia das mães foi dentro do esperado, com elevação da comercialização no mercado varejista nacional

A arroba do boi gordo em Mato Grosso do Sul está, desde a última quarta-feira, em R$ 220,00. Foto Gilson Abreu / AEN

Fabiano Reis

O mercado do boi gordo fechou a segunda-feira estável frente aos valores praticados na última semana, na maior parte das praças brasileiras. Para a carne bovina, as informações que chegam do mercado atacadista paulista são de estabilidade, com pequena queda de 0,2% na carcaça casada de boi castrado e alta de 2,5% na carcaça casada de boi inteiro. Enquanto isso, as exportações seguem com acumulados históricos no mês de maio.
A arroba do boi gordo em Mato Grosso do Sul está, desde a última quarta-feira, em R$ 220,00, uma semana antes, o valor era de R$ 225,00. São Paulo tem mantido cotações na casa de R$ 230,00, mas com muitas propostas abaixo da referência. Os dias garantidos de abates já chegam, em média, a 14 dias, aumentando a margem para pressão negativa.
O consumo de carne bovina na semana do dia das mães foi dentro do esperado, com elevação da comercialização no mercado varejista nacional o que ajudou a baixar os estoques das câmaras frias pelo País.
Com média diária de 10,7 mil toneladas de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada, o ritmo de embarques segue alto no mês de maio que atinge na segunda semana ou sete dias úteis, a marca de 75,4 mil toneladas embarcadas. O volume diário atinge alta de 40,7% frente a maio/23, com preço médio de US$ 4.491 toneladas (-11,9%).

TAGS: arroba - boi - mercado - consumo - frigoríficos -