Milho 07/02/2024

Milho perde valor em Chicago em contratos para março

Na BMF, a posição março trabalha em R$ 64,70 (-0,95%)

Negociações enfrentam novo dia de desvalorização

Camilo Motter

Os contratos negociados com milho em Chicago operam em baixa de 3 a 4 cents, a U$ 4,34/março, neste momento, manhã desta quarta-feira (7). Ontem, mercado fechou em leve queda nos principais vencimentos. Na BMF, a posição março trabalha em R$ 64,70 (-0,95%) e maio, em R$ 64,70 (-0,80%). Para o relatório mensal de oferta e demanda, que será apresentado pelo USDA nesta quinta-feira, analistas esperam alguma redução nos estoques finais dos EUA, para algo como 54,2MT; enquanto isto, os estoques mundiais tendem a ter reajuste negativo de cerca de 2,0MT, para 324,0MT.A produção brasileira é outra variável esperada em queda, passando de 127,0MT (janeiro) para 124,3MT.
Na temporada passada, a produção ficou em 137,0MT.Para a argentina a situação é inversa. O mercado espera um forte incremento na produção, indo para 55,7MT, ante 50,0MT de janeiro. Na temporada anterior, com acentuadas perdas por irregularidades climáticas, a produção se consolidou em 34,0MT.
Historicamente, janeiro é o mês mais chuvoso na Argentina; porém, neste ano as chuvas ficaram cerca de 20% abaixo da média para o mês e foram mal distribuídas no período, com 90% na primeira quinzena. O mercado segue atento ao clima na América do Sul.No oeste do Paraná, indicações de compra para lotes prontos de milho na faixa entre R$ 54,00/56,00 – dependendo de prazos de pagamento e localização do lote.

Câmbio

O dólar opera em linha com o fechamento neste momento, a R$ 4,96. Ontem, fechou em R$ 4,962.

TAGS: milho - cbot - cotações